Arquivo da tag: croa do goré

Croa do Goré: delicioso banho de rio em Aracaju

IMG_4960

Data da viagem: 09/2015

A cerca de 20 kms da Orla de Atalaia, na praia de Mosqueiro, às margens do Rio Vaza-Barris, está a Orla Pôr do Sol, ponto de saída para conhecer um dos principais pontos turísticos de Aracaju: a Croa do Goré.

Croa do Goré é um banco de areia do Rio Vaza-Barris que aparece durante a maré baixa, ficando visível por cerca de 5 a 6 horas, sendo este o melhor período do dia para visitá-lo, permitindo relaxar na areia ou aproveitar os guarda-sóis de palha disponíveis no local.  Todo o entorno da Croa é raso, permitindo caminhar e tomar banho em uma grande área. Mesmo quando a maré começa a subir, pode-se aproveitar o local por um bom tempo.

Procurei contato pela Internet e achei uma guia, a Gil, tel (79) 9981-6946, com quem troquei mensagens pelo Whatsapp para obter informações sobre os passeios. Ela me deu 2 opções para ir à Croa do Goré: lancha (R$ 25 por pessoa – mínimo de 4 passageiros) ou catamarã, com extensão do passeio até a Ilha dos Namorados (R$ 50 por pessoa). A lancha pode sair a qualquer horário, te deixa na Croa e combina um horário para ir buscar. O catamarã tem horário de saída (fomos às 09:00 horas) e o passeio dura cerca de 5 horas. Há passeios também na parte da tarde, voltando depois do pôr do sol.

Escolhemos o passeio de catamarã e fizemos a reserva para o dia seguinte.

Maiores informações sobre o passeio de catamarã abaixo (fotos tiradas no barco e na orla):

Estávamos de carro e levamos cerca de 25 minutos para ir da Orla de Atalaia até a Orla Pôr do Sol. Estacionamento fácil e gratuito. Nos encontramos com a Gil, que nos entregou os bilhetes para o barco. Como ainda tínhamos cerca de 30 minutos antes do barco sair, demos uma volta pela Orla para algumas fotos.

20150907_084812
Orla Pôr do Sol com Ponte Joel Silveira ao fundo
20150907_084957
Orla Pôr do Sol – prática de stand up paddle

A Orla do Pôr do Sol tem este nome porque, dizem, dali é possível a observação de um pôr do sol muito bonito, mas não tivemos a oportunidade de conferir. É procurado também para esportes náuticos.

Barco atracado, fomos autorizados a entrar e vimos que acertamos no passeio: barco novo, confortável, monitores divertindo os turistas, wifi (lento), um pequeno bar com petiscos e bebidas geladas, além de uma tripulação simpática e atenciosa.

20150907_085500
Catamarã Croa do Goré

A navegação até a Croa durou cerca de 30 minutos, com belas paisagens.

IMG_4953
Vista da parte de trás do barco
IMG_4957
Vista da parte da frente do barco
DCIM103GOPROG2694236.
Chegando na Croa do Goré

Quando chegamos à Crôa do Goré, a maré estava subindo, mas foi possível aproveitar bem nossa parada lá, de cerca de 1 hora e 20 minutos, caminhando e tomando um banho maravilhoso. No local funciona um bar flutuante, com bom atendimento e preços justos para bebidas e petiscos. O bar tem banheiro e fornece mesas e cadeiras.

DCIM103GOPROGOPR4232.
Croa do Goré – banco de areia ainda visível
DCIM103GOPROG2804352.
Vista da Croa com nosso barco do lado esquerdo
DCIM103GOPROGOPR4368.
Maré subindo
DCIM103GOPROGOPR4369.
Bar flutuante ao fundo
DCIM103GOPROGOPR4374.
Nosso barco ao fundo

20150907_103541

20150907_103519_001

Deixamos a Crôa do Goré em direção à Ilha dos Namorados (30 minutos navegando).

IMG_4968
Saindo da Croa do Goré
IMG_4974
Croa do Goré ao fundo
IMG_4979
Manguezais

No caminho passamos sob a ponte Joel Silveira, que liga Aracaju ao município de Itaporanga D’ajuda.

IMG_4985
Ponte Joel Silveira

A Ilha dos Namorados também é banco de areia, bem maior que a Croa do Goré, no encontro do Rio Vaza-Barris com o mar.  Aqui não há problemas com a maré – a Ilha dos Namorados está sempre visível.

IMG_4996
Chegando na Ilha dos Namorados

Na ilha há uma estrutura bem legal, conforme mostram as fotos abaixo e é toda montada pelos proprietários do catamarã, especialmente para os passageiros da embarcação. Não se preocupe em sair rápido do navio, pois há lugar com folga para todos.

IMG_4997
Chegada na Ilha dos Namorados
IMG_5007
Bóias para as crianças

Dica: normalmente aqui você estará com um pouco de fome e, se quiser comer algo antes do retorno, é a hora de pedir, pois o bar é pequeno e os petiscos demoram muito para sair.

Passamos aqui 2 horas entre caminhadas e banhos do mar, além de relaxar tomando uma cervejinha gelada.

DCIM103GOPROGOPR4450.
Barco ao fundo
DCIM103GOPROGOPR4466.
Pequenas “lagoas” na Ilha dos Namorados

IMG_4998

20150907_122614

20150907_122615

IMG_5001

No caminho de volta (cerca de 30 minutos de navegação) aproveitamos novamente o bonito visual.

IMG_5014
Deixando a Ilha dos Namorados
IMG_5015
Ponte Joel Silveira
IMG_5018
Pessoal curtindo às margens do rio
IMG_5035
Chegando na Orla Pôr do Sol

Após desembarcar, sugiro 2 programas: aproveitar um dos restaurantes ou bares ao redor da Orla e aguardar o pôr do sol ou aproveitar o resto da tarde em uma das barracas no caminho de volta ao hotel (veja dicas de barracas aqui).

No final da viagem, conversando com a proprietária do barco, ficamos sabendo que trata-se da mesma empresa que faz os passeios para o Cânion do Xingó (post em breve).

Veja também:

O que tem para fazer em Sergipe?

Centro Histórico de Aracaju

Fotos: Marcos Pereira